Transtorno Bipolar – Sintomas, Tratamento, Cura

Transtorno Bipolar pode ser tratado

O transtorno bipolar – também chamado de transtorno maníaco-depressivo – está associado a mudanças de humor que vão desde os baixos de uma depressão até os altos da mania. Quando você se torna deprimido, você pode se sentir triste e sem esperança e perder o interesse ou prazer na maioria das atividades. Quando o seu humor muda na outra direção, você pode sentir-se eufórico e cheio de energia. Mudanças de humor podem ocorrer apenas algumas vezes por ano, ou várias vezes ao dia. Em alguns casos, a doença bipolar provoca sintomas de depressão e mania, ao mesmo tempo.

Apesar do transtorno bipolar ser uma ruptura, condição a longo prazo. Na maioria dos casos, o transtorno bipolar pode ser controlado com medicamentos e aconselhamento psicológico (psicoterapia).

O transtorno bipolar é dividido em vários subtipos. Cada um tem um padrão diferente de sintomas.

– O transtorno bipolar I. Causa mudanças de humor,  dificuldade significativa em seu trabalho, escola ou relacionamentos. Episódios maníacos podem ser grave e perigoso.
–  O transtorno bipolar II. Este é menos grave do que bipolar I. Você pode ter um humor elevado, irritabilidade, mas geralmente você pode continuar com sua rotina diária normal. Você pode ter uma forma menos grave de mania. Os  períodos de depressão geralmente duram mais do que períodos de hipomania.
– Transtorno Ciclotímico. Transtorno ciclotímico, também conhecido como ciclotimia, é uma forma leve de transtorno bipolar. Com ciclotimia, hipomania e depressão podem ser perturbadores, mas os altos e baixos não são tão graves quanto outros tipos de transtorno bipolar.

Os sintomas exatos do transtorno bipolar variam de pessoa para pessoa. Para algumas pessoas, a depressão se apresenta de forma mais evidente e em outras pessoa é a hipomania. Em alguns casos podem ocorrer sintomas mistos.

Fase maníaca do transtorno bipolar

Sinais e sintomas da fase maníaca ou hipomania do transtorno bipolar podem incluir: euforia, auto-estima inflada, julgamento pobre, fala rápida, pensamentos acelerados, comportamento agressivo, agitação ou irritação, aumento da atividade física, comportamentos de risco, gastos excessivos ou imprudentes escolhas financeiras, aumento do desejo sexual, diminuição de sono, facilmente distraídos, uso descuidado ou perigoso de drogas ou álcool, faltas freqüentes ao trabalho ou a escola, delírios.

Fase depressiva do transtorno bipolar

Sinais e sintomas da fase depressiva do transtorno bipolar podem incluir: tristeza, desespero, pensamentos ou comportamentos suicidas, ansiedade, culpa, problemas do sono, baixo apetite, fadiga, irritabilidade, perda de interesse em atividades que antes considerada agradável, problemas de concentração.

Causa

A causa exata do transtorno bipolar é desconhecida, mas diversos fatores parecem estar envolvidos na causa e desencadeando de episódios bipolares:

– Diferenças biológicas. Pessoas com transtorno bipolar parece ter mudanças físicas em seus cérebros. O significado destas alterações ainda é incerto, mas pode eventualmente ajudar a causas pontuais.
– Neurotransmissores. Um desequilíbrio que ocorre naturalmente das substâncias químicas cerebrais denominadas neurotransmissores, parece desempenhar um papel importante na doença bipolar e outros transtornos do humor.
– Hormônios. Hormonios desequilibrados podem estar envolvidos na causa ou desencadear distúrbio bipolar.
– Hereditário. O transtorno bipolar é mais comum em pessoas que têm um parente de sangue (como um irmão ou pai) com a condição. Os pesquisadores estão tentando encontrar os genes que podem estar envolvidos em causar transtorno bipolar.
– Meio Ambiente. Estresse, abuso, perda significativa ou outras experiências traumáticas podem desempenhar um papel na desordem bipolar.

Tratamento

O transtorno bipolar exige tratamento ao longo da vida, mesmo durante períodos em que você se sentir melhor. O tratamento é geralmente guiada por um perito na psiquiatra tratar a condição. Você pode ter uma equipe de tratamento, que também inclui psicólogos, assistentes sociais e enfermeiros psiquiátricos. Os principais tratamentos para o transtorno bipolar incluem medicamentos, e aconselhamento psicológico (psicoterapia).

Image # 1

Image # 2

 

Image # 3

 

Image # 4

 






Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *